Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
tim-marshall-173957-unsplash-1024x683

“Diga aos israelitas: Quando um homem ou uma mulher prejudicar outra pessoa e, portanto, ofender o Senhor, será culpado. Confessará o pecado que cometeu, fará restituição total, acrescentará um quinto a esse valor e entregará tudo isso a quem ele prejudicou”. (Números 5:6-7)

A maioria de nós já sentiu a dor da injustiça. Os bens podem sofrer danos ou serem roubados. Podemos ter perdido, por descuido de alguém, uma pessoa que amamos. Em geral, nenhuma compensação pelo sofrimento é suficiente. Essa passagem, no entanto, mostra, como parte da lei de Deus, o conceito da restituição. “Restituir” significa prover compensação ou remuneração das perdas experimentadas por alguém oriundas de atos alheios. O texto bíblico deixa claro que não era suficiente dizer apenas “sinto muito, por favor, me desculpe”. Deus estabeleceu que o culpado tinha de devolver o que fora tomado e pagar juros pelo que fizera. Confessar implicava restituir.

A justiça nem sempre é feita neste mundo imperfeito. Em geral, não está em nosso poder exigir e receber remuneração por danos sofridos causados por terceiros. Na vida futura vamos experimentar justiça perfeita. Nas palavras de Isaías: “todos os vales serão levantados, todos os montes e colinas serão aplanados; os terrenos acidentados se tornarão planos; as escarpas serão niveladas” (Is 40:4).

Até lá, precisamos estar certos de que não prejudicamos deliberadamente ninguém. Pergunte ao Senhor se precisa desculpar-se e restaurar qualquer coisa em seu passado. A alegria e a liberdade produzidas pela consciência limpa o levarão a um novo nível de intimidade com Deus. Não adie mais; dê esse passo hoje.

Fonte: Diante do Trono

CategoryDevocional
Topo
Compartilhar: