Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
naassom-azevedo-181804-1024x683

Ora, Elias, de Tisbe, em Gileade, disse a Acabe: “Juro pelo nome do Senhor, o Deus de Israel, a quem sirvo, que não cairá orvalho nem chuva nos anos seguintes, exceto mediante a minha palavra”. (I Reis 17:1)

Quando Elias orava, coisas aconteciam. As nuvens secavam ou derramavam chuva, corvos serviram como garçons, óleo e farinha se multiplicaram, fogo caiu do céu e um menino morto voltou à vida. Alguns desses milagres exemplificaram o tempo divino, e cada um deles serviu de exemplo do poder do Senhor. Todos nos lembram de que nada é impossível quando Deus decide agir.

Os que oram corajosamente podem ter a emoção de presenciar milagres. Alguns talvez questionem se Deus mudaria de fato o tempo como consequência da oração. E, no entanto, ele já o fez: “Elias era humano como nós. Ele orou fervorosamente para que não chovesse, e não choveu sobre a terra durante três anos e meio. Orou outra vez, e os céus enviaram chuva, e a terra produziu os seus frutos.” (tg 5:17-18). Elias era como nós; então por que não podemos orar como ele orou?

Não temos de compreender como a oração funciona; só temos de crer que funciona. A maioria de nós nada entende de eletricidade, mas ainda assim esperamos que os aparelhos funcionem ao ligá-los. A oração é a chave que faz as coisas funcionarem. Orar é o meio de nos ligarmos ao poder de Deus. Somos instruídos a orar “continuamente” (1Ts 5:17). Deus prometeu ouvir e responder. Elias presenciou algumas respostas singulares à oração, mas sua capacidade de orar não era exclusiva. Quando se ora, grandes coisas acontecem, pois Deus ouve e responde segundo sua vontade.

Fonte: Diante do Trono

CategoryDevocional
Topo
Compartilhar: