Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
ACONTECE
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:

Passados os dias da purificação deles, segundo a lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentarem ao Senhor. (Lc 2:22)

Eu consagro a ti, Senhor,

Minha vida, o que sou.

Os meus dias, meu coração,

Sejam para o teu louvor.

Na sua juventude, na era dos hippies, Wesley e a esposa eram cantores da noite. Compunham canções, viviam como os hippies, fazendo bijuterias peculiares, e eram viciados em álcool e drogas. Certo dia, a companheira lhe disse: “Você sabia que Jesus vai voltar? Eu ganhei uma Bíblia e me falaram que aqui está escrito isto.”

E começaram a ler o livro de Apocalipse. Após lerem várias vezes, sem conseguirem compreender o texto sagrado, um amigo, também hippie, lhes falou de um pastor que poderia explicar-lhes o que liam. E os dois foram àquela igreja. Não deu outra: Converteram-se ao Senhor e começaram a compor lindas canções para Jesus.

Certo dia, quando davam o testemunho numa Igreja Presbiteriana no Rio de Janeiro, um irmão já velhinho se levantou do seu lugar, pediu o microfone e relatou algo lindo. Após pedir-lhe que confirmasse o nome de sua mãe e se ele tinha uma irmã enfermeira, ele começou a contar: “Eu sou médico e atendi à sua mãe em seu parto, no seu nascimento. Sua irmã era minha enfermeira e disse-me que eu teria a honra de escolher o nome do bebê. Fui ao meu consultório para orar, pedindo a direção do Senhor, e sobre a minha mesa estava um livro sobre a vida de Wesley. O Senhor me disse que esse seria o seu nome. Então, voltei à sala de parto, tomei-o nos braços e consagrei a sua vida ao Senhor em oração. Você foi ali dedicado ao nosso Deus, apesar de sua família não conhecer o evangelho. E como me alegro em poder conhecê-lo e ver o poder da consagração de uma criança ao Senhor!”

Foram momentos de choro e regozijo diante do Pai.

Vale a pena consagrar os filhos a Deus. Ele cuida das crianças e as recebe em seus braços.

Por Ângela Valadão Cintra

Fonte: Diante do Trono

CategoriaDevocional
Topo
Compartilhar: