Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
oração-2

“Então gritei: “Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros; os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!””. (Isaías 6:5)

Quando Isaías teve uma visão do Senhor com seus anjos, ele compreendeu sua indignidade: “estou perdido!”. Ao confessar o pecado, Deus o tocou e o purificou. A santidade de Deus permitiu que Isaías percebesse sua falta de santidade e o tornou íntegro.

O pecado arrebata pedaços da alma. A santidade de Deus, no entanto, purifica-nos e ajuda a separar-nos do que não é santo. A santidade de Deus nos faz íntegros. Sempre que homens de fé, como Jó, Abraão e Moisés, tiveram um encontro mais próximo com Deus, viram as próprias falhas. Isso também acontece conosco.

Você talvez esteja pensando: “Por que preciso tomar mais consciência de minhas falhas? Pensar sobre elas apenas me fará sentir ainda pior”.

Compreender a santidade de Deus, no entanto, não o fará sentir-se mal sobre si mesma a ponto de levá-la à depressão. Pelo contrário, isso a fará sentir-se atraída pela santidade dele, e, consequentemente, a levará à restauração. Tal compreensão consiste, na verdade, em libertação.

A Bíblia diz: “assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.” (Hb 4:16). Podemos ir a Deus em qualquer tempo, sabendo que Ele nos quer ali e que nos limpará o coração e nos tornará mais semelhantes a ele.

Peça ao Senhor que o ajude a compreender a santidade divina. Reconheça depois sua própria falta de santidade e ore para que a essência de Deus penetre em você.

Fonte: Diante do Trono

CategoryDevocional
Topo
Compartilhar: