Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
Unknown-3

“E isso tudo é apenas a borda de suas obras! Um suave sussurro é o que ouvimos dele. Mas quem poderá compreender o trovão do seu poder?” (Jó 26:14)

O poder e os caminhos de Deus são incomensuráveis; vão muito além de nossa compreensão. Jamais os conheceremos plenamente deste lado do céu. Não entendemos os propósitos dele que permitem o sofrimento, nem o poder divino de remir-nos e restaurar-nos. É por essa razão que devemos louvar a Deus, sem levar em conta as circunstâncias. O sofrimento fortalece e refina nossa fé no Senhor. Provações, dificuldades e dor — tudo serve para fortalecer não só o indivíduo, mas também a sociedade ou a nação.

Nosso sofrimento pode ser comparado ao processo de purificação da prata. À medida que o calor aumenta, as impurezas sobem à superfície e são removidas pelo refinador. Porque Deus é soberano, nada do que nos acontece o surpreende. Por mais difícil que seja aceitar isso muitas vezes, Deus até permite que soframos.

Nesses momentos, talvez nos sintamos como se estivéssemos em uma montanha-russa, enquanto imaginamos por que Deus permite que suportemos tamanha dor. Entretanto, se nos achegarmos a ele, sentiremos paz, sabendo que ele está no controle da situação. Apesar de tudo o que passou, Jó nunca duvidou do poder ilimitado de Deus; ao contrário, afirmou temê-lo (Jó 23:15-16). Ao referir-se à capacidade de Deus para acalmar uma forte tempestade, afirmou: “E isso tudo é apenas a borda de suas obras!” (Jó 26:14).

Portanto, mesmo em meio à perturbação e ao sofrimento, louve a Deus. Quando o calor estiver forte, permita que o Refinador lhe purifique a alma.

Fonte: Diante do Trono

CategoryDevocional
Topo
Compartilhar: