Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:

“O SENHOR determinou uma promessa a Davi, um juramento firme que Ele não revogará jamais: “Estabelecerei um dos teus descendentes no teu trono”” (Salmo 132:11).

Davi estava disposto e preparado para construir o templo, porém ele nunca iniciou a construção. Seu filho Salomão o construiu. Isso porque as palavras que o profeta Natã deu a Davi são referidas como a uma aliança que Deus fez com Davi (2 Samuel 7:12).

Deus fez a promessa a Davi que levantaria um da sua semente para sentar no seu trono, e ele teria um reino eterno. Este é Jesus e ansiamos pelo cumprimento final desta promessa (Apocalipse 22:5).

Entretanto é importante ressaltar que Davi, como Abraão, e muitos outros que receberam promessas de Deus, não tiveram uma vida fácil. Ele cresceu como o filho mais novo de uma grande família, a qual, no Israel de 1.000 A.C., significava ter que cuidar das ovelhas e levar recados aos seus irmãos mais velhos, que eram de difícil trato (1 Sm 15-17).

Durante esta época ele aprendeu um nível de fé em Deus que poucos homens tiveram, sendo que Davi esperou muitos anos desde o dia em que Samuel o ungiu até o dia em que ele se assentou sobre o trono de Israel.

Quando Deus fez a promessa a Abraão de dar-Ihe um filho, ele tinha setenta e cinco anos de idade (Gn 12.4), mas, quando a promessa se cumpriu ele já estava com cem anos de idade (Gn 21:5), o que perfaz um período de espera de vinte e cinco anos.

Tudo isso demonstra que entre a promessa e o seu cumprimento existe um processo. Um tempo de espera que não significa derrota, ou de falta de fé, mas faz parte da operação da própria fé. É um tempo em que Deus trabalha mais dentro do que fora de nós e toda espera sempre traz amadurecimento, perseverança e fé, para que possamos receber o que o Senhor prometeu.

Por isso, apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel (Hebreus 10:23). Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? (Nm 23:19).

Creia que nada está perdido até que Deus estabeleça o final! Fiel para cumprir é aquele que prometeu, sendo que Deus tem colocado um cântico novo em nossos corações para 2020, o qual tem sido este: “A Tua promessa sempre estará de pé. Tu És fiel. Descanso em Tuas mãos. Minha confiança é. Meu Deus jamais falhou” (Trecho de Outra Vez / Do it Again – Diante do Trono).

:: Mariel Marra

FONTE: Lagoinha

CategoriaVida Cristã
Topo
Compartilhar: