Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
images-19

“Passado algum tempo, Deus pôs Abraão à prova, dizendo-lhe: “Abraão!” Ele respondeu: “Eis-me aqui”. Então disse Deus: “Tome seu filho, seu único filho, Isaque, a quem você ama, e vá para a região de Moriá. Sacrifique-o ali como holocausto num dos montes que lhe indicarei”. Na manhã seguinte, Abraão levantou-se e preparou o seu jumento.” (Gênesis 22:1-3)

Deus, às vezes, pede coisas estranhas. Nada, porém, se iguala à tarefa confiada a Abraão. Deus não só lhe pediu que matasse seu filho, mas também estava tirando dele a resposta à promessa pela qual aguardara 25 anos. A morte de Isaque mataria também o sonho. Ou não?

Parece que Abraão não ficou se preocupando com o problema. Na manhã seguinte partiu para a viagem. Imagino que Abraão tenha falado muito com Deus. Ele sabia que obedecer a Deus o feriria, mas foi em frente. Quando chegou ao lugar, construiu um altar, amarrou o filho, colocou-o sobre o altar e levantou a faca.

Algum de nós conseguiria confiar tanto em Deus?

Trememos ao pensar no sacrifício de um ser humano. Mas, assim como Isaque carregou a lenha para a oferta, Jesus levou a própria cruz até o Gólgota. Como Abraão colocou Isaque sobre o altar, Deus pôs seu Filho na cruz. Como Abraão levantou a faca para matar o filho, Deus permitiu que Jesus fosse morto para que o pecado fosse castigado e o perdão, oferecido. Abraão sabia que Deus proveria o cordeiro para a oferta (Gn 22:8). Séculos depois, ele o fez. João Batista salientou: “Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (Jo 1:29).

Até que ponto você confia em Deus realmente? O suficiente para morrer por ele? O suficiente para permitir que um sonho morra? O suficiente para viver para ele?

Fonte: Diante do Trono

CategoryDevocional
Topo
Compartilhar: