Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
711848432-escola-escocia

“Embora muitos dos que vieram de Efraim, de Manassés, de Issacar e de Zebulom não se tivessem purificado, assim mesmo comeram a Páscoa, contrariando o que estava escrito. Mas Ezequias orou por eles, dizendo: “Queira o Senhor, que é bondoso, perdoar todo aquele que inclina o seu coração para buscar a Deus, o Senhor, o Deus dos seus antepassados, mesmo que não esteja puro de acordo com as regras do santuário”. E o Senhor ouviu a oração de Ezequias e não castigou o povo.” (2 Crônicas 30:18-20)

Ezequias tinha um coração como o de Jesus. Jesus quebrou as regras religiosas de sua época. Ele compreendia que o coração de Deus é maior que qualquer conjunto de regras. A oração de Ezequias revelou essa mesma atitude.

O povo viera de longe para festejar e adorar. Alguns, entretanto, não estavam preparados. Encontravam-se cerimonialmente impuros. Ezequias, porém, compreendeu que aquele acontecimento — a reinstituição da Páscoa, o ritual nacional e espiritual mais importante — era muito superior a qualquer regra. Se Ezequias não tivesse compreendido isso, a festa teria causado divisão em lugar de unidade. A obra de Deus teria retrocedido. Todo o objetivo da festa se teria perdido — o ponto é que Deus salva seu povo com base em sua misericórdia, seu amor e no sangue de um cordeiro.

A oração de Ezequias mostrou quanto ele acreditava que Deus seria gracioso e misericordioso para esquecer a imperfeição e ajudar seus filhos a adorá-lo. Ele os curou, embora não tivessem feito tudo certo.

Não hesite em ir a Deus. Não tema pedir-lhe que o ajude a honrá-lo e adorá-lo mesmo quando você não faz tudo certo.

Fonte: Diante do Trono

CategoryDevocional
Topo
Compartilhar: