Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
hudson-hintze-382573-1024x683

“Quando clamei, tu me respondeste; deste-me força e coragem.” (Salmos 138:3)

Lembro-me de uma época específica de grande dificuldade em minha vida, em que me senti terrivelmente sozinha. A aflição era tanta que me voltei para Deus, levantei os braços e clamei: “Senhor, porque me sinto sempre tão só? Tu prometeste suprir todas as minhas necessidades e preciso que removas esta solidão de dentro de mim”.

Pude comprovar a verdade das Escrituras quando afirmam que o ouvido de Deus não está “tão surdo que não possa ouvir” (Is 59:1). No momento em que orei, senti nitidamente os braços de Deus envolvendo-me. O mais extraordinário é que, desde então, nunca mais me senti sozinha. Hoje em dia, considero qualquer sinal de solidão como um convite de Deus para passar tempo com ele. Sei que ele não é a causa desse sentimento, mas também não o ignora. Ele o vê e deseja preencher os vazios de meu coração com seu amor. Sempre que estendo meus braços para o Senhor, ele está por perto.

Davi cantou em um de seus salmos: “O Senhor está perto de todos os que o invocam, de todos os que o invocam com sinceridade. Ele realiza os desejos daqueles que o temem; ouve-os gritar por socorro e os salva.” (Sl 145:18-19). O desejo de Deus é que nós tenhamos a mesma confiança demonstrada pelo salmista e que levantemos a voz para proclamar a todos a nossa volta a grande bondade do nosso Pai celestial.

Fonte: Diante do Trono

CategoryDevocional
Topo
Compartilhar: