Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
ACONTECE
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:

Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os jovens; desejo muito a sua sombra e debaixo dela me assento, e o seu fruto é doce ao meu paladar. (Ct 2:3)

Jesus é comparado à macieira entre as árvores do bosque. A sua sombra é perfumada com a suavidade de suas flores. Na presença de Jesus há suave perfume de pureza e perfeição. O ar é rarefeito e leve para penetrar no peito que busca saúde e refrigério. Ele contrasta com o mundo que é tão sujo, de ar pesado e fétido, com suas imundícies torpes.

É interessante saber que a maçã, fruto doce da macieira, é um alimento chamado na Odontologia de “detergente”. Ou seja, a maçã “limpa” os dentes e perfuma a boca.

No livro de Cantares, a noiva amada (a Igreja) deseja a sombra do amado (Jesus) e o seu fruto doce. Todos os frutos da vida de Jesus são doces ao paladar e ao coração: a sua paz, o seu perdão, o seu amor, a sua alegria, a sua bondade. E o mais maravilhoso é que dentro de cada fruto do Senhor que experimentamos (comemos), há uma semente para ser plantada. E essas sementes têm vida latente dentro de si. São capazes de germinar e produzir árvores que darão frutos idênticos aos que continham as sementes.

Você tem se alimentado dos doces frutos do Senhor? Da comunhão com ele? Como está o “jardim” da sua vida?

Por Ângela Valadão Cintra

Fonte: Diante do Trono

CategoriaDevocional
Topo
Compartilhar: