Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
ACONTECE
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:

Bem-aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na lei do Senhor. (Sl 119:1)

Quando criança, José teve sonhos que falavam de liderança e de governo. Por isso, era chamado pelos irmãos de “sonhador”. Aos dezessete anos, foi separado cruelmente dos seus queridos. Traído e vendido pelos próprios irmãos, chegou ao Egito como escravo. Jamais poderia comprar a liberdade naquele país. Contudo ele não desistiu de sonhar e de crer em Deus. Como escravo, ele era o melhor. Chegou a ser mordomo de Potifar.

Entretanto o caminho de José parecia estar em desvio quanto aos seus sonhos. Foi acusado injustamente pela esposa de Potifar, indo parar na prisão. E mesmo lá, José ainda era o melhor. Adquiriu a confiança do carcereiro. Interpretou os sonhos do padeiro-mor e do copeiro-mor de Faraó. Foi chamado perante Faraó para interpretar também o sonho deste. Depois de ouvir a revelação de que haveria sete anos de fartura seguidos por outros sete de fome, o rei nomeou José seu primeiro-ministro. Este administraria o Egito nesse período. O tempo passado na prisão, sob acusações e injustiças, foi precioso para José. Esse período o tornou maduro e preparado para assumir tão grande posição. Era esse o sonho de Deus para ele: a maturidade.

Às vezes, pensamos que Deus se esqueceu de nós, e nos deixou de “molho”. Calma! Tudo está no seu maravilhoso controle. Deus não se esqueceu de você! Ele está lhe preparando com “maturidade” para seus propósitos maravilhosos à frente.

PAI, COMO É BOM SABER QUE NOSSA VIDA ESTÁ DIANTE DE TEUS OLHOS, E QUE OS TEUS CAMINHOS SÃO CAMINHOS DE PAZ E DE BÊNÇÃO. QUERO VIVER SEMPRE JUNTO A TI. AMÉM.

Por Ângela Valadão Cintra

Fonte: Diante do Trono

CategoriaDevocional
Topo
Compartilhar: