Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
ACONTECE
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:

“Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá.” (Salmos 27:10)

Quando os discípulos pediram que lhes ensinasse a orar, Jesus concedeu-lhes um modelo que se inicia com as palavras “Pai nosso” (cf. Mt 6:9-13). Alguns de nós não têm nenhum problema em pensar em Deus como Pai.

Para outros, porém, pensar assim causa incômodo e até dor. Você talvez se insira nessa categoria. Seu pai terreno pode tê-lo abandonado, negligenciado, ou até maltratado. Como pensar num Pai celestial quando se mantêm sentimentos conflituosos sobre o pai terreno que falhou nesses aspectos?

Deus diz que, para ter uma vida longa, proveitosa e obter tudo o que ele tem para você, é necessário honrar pai e mãe (Êx 20:12). É uma ordem! Você pode ter tido pais presentes, mas talvez eles nunca tenham investido nada de si mesmos em sua vida. Talvez você nunca tenha contado com o apoio, o encorajamento ou o ensino de seu pai e sua mãe. Mesmo assim, deve honrá-los, mesmo que não seja por outra razão além de lhe terem dado a vida.

No entanto, você não será capaz de honrar seu pai e sua mãe se não os tiver perdoado. Mesmo que seus pais já não vivam, perdoá-los lhe abrirá caminho para ver Deus como seu Pai celestial e sentir o amor dele por você. Ele vai curar e restaurar o que quer que tenha sofrido ou perdido em seu relacionamento com eles.

Louve a Deus por ele ser o Pai perfeito: amoroso, bondoso, acessível, ajudador, encorajador, orientador e consolador. Levante os olhos para ele todos os dias.

Fonte: Diante do Trono

CategoriaDevocional
Topo
Compartilhar: