Resultados exatos
Procurar nos títulos
Procurar no conteúdo
Procurar nos comentários
Search in excerpt
Procurar nas mensagens
Procurar nas páginas
Search in groups
Search in users
Search in forums
Filtrar por tipo
Filter by Categories
Devocional
Notícias
Palavra dos pastores
Uncategorized
Vida Cristã

Data:
Persistência

(Foto: unsplash.com)

A principal diferença entre a teimosia e a persistência é que a teimosia é egocêntrica, teima por si só. Em geral o foco da teimosia é não perder a razão ou a discussão, ainda que isso gere prejuízos aos outros, ou até mesmo ao teimoso, que muitas vezes tem a necessidade de estar certo. A persistência, por sua vez, tem metas e objetivos bem definidos, além disso, ela é flexível. Como um rio, adapta-se às curvas da montanha, sem, no entanto, perder sua força. Adapta-se às condições diferentes do relevo, passa por circunstâncias adversas, mas chega firme ao mar.

Nada supera a persistência, nem mesmo o talento ou a educação formal. O mundo está cheio de pessoas talentosas fracassadas e pessoas com diplomas pendurados nas paredes que não deram em nada porque não persistiram. Gênios malsucedidos são quase uma lenda, o que existe são gênios que desistiram.

Napoleon Hill dizia: “Nunca conheci um fracassado, apenas desistentes”. A persistência e a determinação juntas produzem o êxito, enquanto os persistentes têm uma meta bem definida, os teimosos não têm direção. A persistência é um estado de espírito que pode ser cultivada.

Podemos comparar a persistência para uma pessoa com o carbono (carvão) para o aço, pois é a sua presença que dá resistência à liga de ferro. A falta da persistência é a grande fraqueza comum que pode ser superada pelo esforço e permanece como a diferença entre o fracasso e o sucesso.

Se alguém pretende realizar um desejo estabelecido para si mesmo, precisa formar o hábito da persistência, pois as coisas tendem a ficar difíceis, vai se perder a razão de continuar, tudo diz para desistir e parar de tentar, mas é exatamente neste ponto que a nossa maturidade é provada, os homens são separados dos meninos; é o momento de decidir andar uma milha a mais para começar a ver as coisas clarearem e ver os primeiros sinais da abundância, um presente ou gratificação, porque teve coragem e persistência. Força de vontade e desejo, quando caminham juntos formam uma dupla imbatível.

Jesus é um dos maiores exemplos de persistência que podemos ter, pois Ele nunca desistiu. Apesar de todas as coisas que passou, Ele foi até o fim, por isso venceu e verá o fruto de Seu penoso trabalho. E, se você quiser, também poderá desenvolver perseverança tal como o Mestre. Para isso, tenha sempre: objetivos bem definidos, desejo de realizar a obra; autoconfiança, porque você é capaz; planejamento, conhecimento e sabedoria, porque seu plano precisa ser sólido, e você precisa conhecê-lo; cooperação, solidariedade; harmonia com os parceiros, família e equipe de trabalho; compreensão e discernimento de tempos e modos; força de vontade, bons hábitos e costumes e, claro, persistência.

:: PRS. ALEXANDRA E ALZEIR ROGERIO DOS SANTOS (ROGERINHO)

FONTE: Lagoinha

 

CategoryVida Cristã
Topo
Compartilhar: